Nos Acompanhe na Rede:
           

27/03/2014

Porto (un)Happy

Dançar no meio da rua te faz sentir vergonha?

 Mas e o fato de se viver numa cidade em que obras da Copa estão pausadas piorando ainda mais o trânsito em horário de pico, hospitais seguem lotados sem condições mínimas de serviços e a segurança é o que menos se encontra na esquina da casa?

 É por isso que um grupo independente com a vontade de alertar a todos sobre os problemas da nossa tão amada Porto Alegre decidiu dançar. Sim, dançar! Já que brigando e discutindo a situação não se resolve, então no aniversário de 242 anos da capital, a pedida foi mostrar tudo isso do jeito mais brasileiro possível, com humor e leveza, mas sem perder o propósito de engajamento. 

Só queremos um Porto mais Happy! A iniciativa não está ligada a nenhum outro grupo contra os eventos da cidade, e sim, surgiu do cansaço de ficar somente sentados esperando alguém fazer alguma coisa. Esse é um projeto de reeducação e por amarmos (ou gostarmos) muito da cidade em que vivemos, resolvemos mostrar o que não anda dando certo e o que Porto Alegre precisa melhorar.

 A partir da música já conhecida do produtor e cantor Pharrell Williams, a inspiração vem da versão do We Are Curitiba que mostra como é linda a capital paranaense. Esse é o Porto (un)Happy que pretende ainda lançar outros vídeos e novas frentes de como podemos melhorar a terra dos gaúchos.

06/03/2014

Galvão Bueno esquece de narrar o gol da Seleção Brasileira.

Postado em:

BEEEEM AMIGOS DA REDE GLOOOBO!

Ontem ( 05/03/2014 ) tivemos um amistoso entre Brasil x África do Sul onde infelizmente nosso idolo maior TCHABALALALALA não esteve em campo. Mas nosso mito televisivo global Galvão Bueno fez mais uma das suas, ele simplesmente não narrou o primeiro golaço da seleção Brasileira feito por Oscar.

Confira o gol do Brasil que o Galvão Bueno não narrou.

24/02/2014

25 curiosidades sobre o carnaval

Postado em:


O carnaval é a festa mais esperada do ano aqui no Brasil. São 4 dias de muita festa e também há desocupados quem diga que o ano só começa depois do carnaval. 

Então vamos conferir 25 curiosidades sobre o carnaval que você não sabia

1 - Origem da festa 

Na Roma Antiga, para homenagear o Deus Saturno, havia uma festa chamada Saturnais. As escolas ficavam fechadas e as pessoas saíam às ruas para dançar. Carros (chamados de “carrum navalis” por serem semelhantes aos navios) levavam homens e mulheres nus em desfile. Talvez daí a expressão “carnavale“.

2 - Origem da palavra CARNAVAL 

A origem da palavra também está relacionada à expressão “carnis valles”, que vem do latim e, na separação tem os seguintes significados: carnis=carne e valles=prazeres.

Outros especialistas afirmam que o nome da festa vem da expressão latina “carnem levare“, que quer dizer “adeus à carne”, já que representava os últimos dias antes da Quaresma, período em que o consumo de carne é proibido aos cristãos.

3 -  Origem do carnaval brasileiro

O Carnaval brasileiro é descendente do “entrudo” português. O dicionário diz que entrudar significa molhar com água, empoar de goma ou talcos, fazer peça. E a farra era esta mesmo. No século 17, os foliões se armavam de baldes e latas cheias de água. E todos acabavam molhados. Até Dom Pedro II se divertia jogando água nos nobres. Acontecia aqui antes do início da Quaresma e durava três dias, do domingo até a terça-feira gorda.

4 -  Quarta - Feira de cinzas 

A Igreja Católica se opunha a estes festejos pagãos, mas, em 590, decidiu reconhecê-los. Exigiu, porém, que o dia seguinte (Quarta-Feira de Cinzas) fosse dedicado à expiação dos pecados e ao arrependimento.

A Quarta-feira de Cinzas marca o início da Quaresma (40 dias de abandono dos prazeres), e tem esse nome porque havia o costume de se marcar a testa dos fieis com as cinzas de uma fogueira em sinal de penitência.

5 - Data do carnaval 

A data em que se comemora o Carnaval é definida com base na Páscoa. A Quarta-Feira de Cinzas sempre cai 46 dias antes do domingo da festividade, que é a soma dos 40 dias que antecedem o Domingo de Ramos com os 6 dias da Semana Santa.

6 - Primeira festa carnavalesca brasileira

O primeiro baile carnavalesco do Brasil ocorreu no Largo do Rocio, no Rio de Janeiro (RJ), em 1840. Foi uma iniciativa de uma atriz italiana que queria reproduzir o Carnaval de Veneza.

7 - Desfiles de fantasia 

Inspirados nos bailes de máscara do Carnaval de Veneza, os desfiles de fantasia do Teatro Municipal do Rio de Janeiro começaram em 1937. Clóvis Bornay foi o vencedor do primeiro concurso com a fantasia Príncipe Hindu. O concurso durou até 1972.

8 - Primeiro bloco de carnaval 

O primeiro bloco organizado brasileiro foi o Congresso de Sumidades Carnavalescas, fundado pelo escritor José de Alencar em 1855. Nessa época, a folia era vinculada às elites. Os desfiles eram luxuosos, compostos por carros bem ornados, mulheres bonitas e grupos musicais estruturados.

10 - Blocos de rua 

O sapateiro português José Nogueira de Azevedo Prates, o Zé Pereira, saiu pelas ruas tocando bumbo em 1848. Pessoas foram se juntando a ele e deram origem aos blocos de rua. O desfile de blocos de rua durante o Carnaval carioca foi autorizado apenas em 1889.

11 - Samba 

Foi na Rua Visconde de Itaúna, próximo a Praça Onze, que nasceu o samba. Uma roda de amigos improvisava versos na casa de uma das moradoras do morro, a tia Ciata (Hilária Batista de Almeida).

O nome samba vem de uma língua africana chamada banto, falada em Angola. Há duas versões para sua origem: ou ele deriva do termo semba (bater umbigo com umbigo), devido uma dança de escravos chamada umbigada; ou é uma junção de sam (pagar) e de ba (receber).

12 - Rei Momo 

O primeiro Rei Momo foi instituído pelo jornal carioca A Noite, em 1933. O eleito foi o músico Silvio Caldas, que, por sinal, era magérrimo. Atualmente, um comitê escolhe o monarca da folia com base em quesitos como desembaraço, sociabilidade, facilidade de expressão, simpatia e espírito carnavalesco.

13 - Marquês de Sapucai 

A Marquês de Sapucaí foi construída entre 1983 e 1984, em apenas 120 dias. Gigante, ela tem cerca de 680m de comprimento por 13,5m de largura. 

14 - Camarotes

Os preços dos camarotes da Sapucaí são bastante salgados. O mais barato custa em torno de R$18 mil e o mais caro, R$77 mil! 
 
15 - Menor tapa sexo 
 
A modelo Dani Sperle usou o menor tapa sexo que já passou pela Avenida. Ele tinha somente 3 cm

14 -Derçy Gonçalves

Dercy Gonçalvez foi a mulher mais velha a desfilar com os seios à mostra. Na época, ela tinha 84 anos!

16 - Ô abre alas

Ô Abre Alas”, de Chiquinha Gonzaga, é a primeira canção composta especificamente para o carnaval

17 - Cerveja

Durante as comemorações carnavalescas, muitos litros de cerveja são consumidos. Em Salvador, no último carnaval, os foliões beberam 10 milhões de litros.

18 - Micareta 

A principal festa do carnaval fora de época brasileiro é a micareta, regada de axé music. Entretanto, não foi o Brasil que a inventou. A festa vem da França do século XV, onde era conhecida como “mi-carême” (“meio da quaresma”). O evento acontecia durante os 40 dias de penitência impostos pela Igreja Católica.

19 - 1º micareta brasileira 

A primeira micareta brasileira ocorreu no início do século XX, em Jacobina, interior da Bahia. O nome “micareta” surgiu em 1935, depois de um plebiscito feito pelo jornal “A Tarde”. Fora da Bahia, a primeira que se tem notícia é a Micarande, realizada em Campina Grande, na Paraíba, em 1989.

20 - Abadá 

O abadá, roupa usada pelos micareteiros, tem sua origem na cultura afro-brasileira. Os abadás eram as vestimentas usadas nas celebrações do candomblé. Mais tarde, o termo passou a designar a roupa dos capoeiristas.

21 - Mestre sala e porta bandeira 

O mestre-sala e a porta-bandeira são remanescentes dos antigos ranchos, grupos anteriores à escola de samba. Essa tradição chegou a São Paulo no ano de 1935.

22 - Salgueiro

Em 1969, a Salgueiro anunciou o enredo “Bahia de todos os deuses”. Os torcedores entraram em desespero, pois dizia-se naquela época que enredos sobre a Bahia davam azar. As crenças foram por água abaixo. A Salgueiro foi a campeã.

23 - Marchinhas de carnaval  

As marchinhas de carnaval surgiram como ritmo executado prioritariamente nos salões cariocas do final do século XIX. Elas tiveram sua ascensão ao mesmo tempo em que a classe média aumentou sua participação nos carnavais de rua.

24 - 1º marchinha de carnaval 

A marchinha Jardineira foi composta em 1938 e apareceu na comédia musical “Banana da Terra” (1939), que tinha no elenco Carmen Miranda, Oscarito e Emilinha Borba. Seu compositor, Benedito Lacerda, era flautista e policial militar. Humberto Porto, que também assina a composição, era estudante de Medicina.

25 - Musicas do carnaval 2014

As músicas mais tocadas do carnaval 2014 pelas Saveiros rebaixadas da beira da praia serão:


Lembram do carnaval que TITANIC era a música mais tocada?